Voltar

Notícia

28/03/2018

Manifesto em defesa da vida e da justiça

Fomos concebidos no coração de Deus e, por isso, cada um de nós é o fruto de um pensamento de Deus. Cada um de nós é querido, cada um de nós é amado, cada um é necessário (Laudato si, n. 66)

À luz da Campanha da Fraternidade de 2018, cujo tema é “Fraternidade e superação da violência”, o Centro MAGIS Anchietanum, enquanto Centro de Juventude da Companhia de Jesus[1], posiciona-se contra as crescentes expressões de violência em nosso país, que atingem especialmente empobrecidos, jovens, mulheres, negros e a população homoafetiva.

Na esteia da campanha nacional “ser mais consciente”, lançada pelo Programa MAGIS Brasil[2] para o ano de 2018, que conclama para a vivência de uma fé madura e de um engajamento social crítico, colocamo-nos ao lado daqueles que mais sofrem e dos que lutam pela superação da violência, que cresce em todas as suas expressões (física, moral, psicológica, sexual, social, econômica, política e institucional), como resultado da desigualdade social e de medidas autoritárias.

Marielle Franco, vereadora na cidade do Rio de Janeiro, assassinada no dia 14 de março de 2018, é símbolo de uma luta que não se dissocia da busca sincera do Reino de Deus: uma sociedade justa e fraterna. A vereadora dedicou-se firmemente a denunciar as formas de violência, inclusive a cometida por forças do Estado. O seu assassinato, junto ao de Anderson Gomes, revela anti-valores aos quais a vida de Jesus Cristo se opôs. “Ele sempre se mostrou cheio de misericórdia pelos pequenos e pobres, pelos doentes e pecadores, colocando-se ao lado dos perseguidos e marginalizados”[3]. Tais crimes são também uma ofensa ao Estado Democrático de Direito e seus valores, como a cidadania, o pluralismo político (Art. 1º, II e V, da CF/88) e a liberdade de expressão política (art. 5º, VIII, da CF/88).

Infelizmente, esse fato não representa um caso isolado. Perseguições e mortes de defensores de direitos humanos, na cidade e no campo, têm crescido, revelando a fragilidade de nossa democracia e a força tenebrosa de poderes econômicos e políticos, que querem calar quem defende a vida como valor mais importante. Não admitimos que essas violações sejam naturalizadas e multiplicadas em uma sociedade majoritariamente cristã.

Defendemos que as investigações policiais elucidem as circunstâncias do crime, não como tentação de revanchismo e vingança, que apenas multiplicariam as manifestações de violência e ódio, mas em solidariedade à Marielle Franco e a todos os que têm fome e sede de justiça (Mt 5,6).

Em sintonia com a Comissão de Justiça e Paz da CNBB, manifestamos também nossa preocupação com a Intervenção Federal no Rio de Janeiro e com outras políticas de segurança pública que se restringem a medidas repressivas. Reforçamos que é fundamental uma gestão civil e com participação da sociedade nas ações de segurança pública, associadas a defesa dos direitos humanos e a superação do abismo da desigualdade socioeconômica.

Na aproximação da celebração da Páscoa, renovamos nossa fé, fundamentada na ressurreição de Jesus Cristo, que nos leva a doar a vida por uma causa (martírio) e a crer que a morte já não mata. As milhares de vozes, no Brasil e no mundo, que têm se levantado em defesa da justiça e da paz, revela-nos algo profundamente cristão: “seja morte matada ou morte morridase for vida doada não é morte, é vida![4]”.

São Paulo, 28 de março de 2018.


[1] Ordem religiosa dos padres e irmãos jesuítas.

[2] Ação articulada em rede da Companhia de Jesus com os jovens, no Brasil.

[3] Prefácio da Oração Eucarística VI-D, in Missal Romano. São Paulo: Paulus, 1997.

[4] Padre Gisley Gomes (in memória)

Compartilhe:

Comente pelo Facebook:

Prepare sua agenda

Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Newsletter

Fique por dentro de todas as nossas atividades.

Rua Apinajés, 2033, CEP: 01258-001 - São Paulo/SP - Tel.: (11) 3862-0342 / 96465-1414
Horário de atendimento da secretaria: 13h às 19h – de segunda a sexta. Das 9h às 14h – aos sábados.

Anchietanum - Copyleft - Permitida a reprodução, sem moderação desde que citados o link e a fonte

Produzido por Plank